Category: Ervas

Ayahuasca

A Ayahuasca é produzida pela junção de duas plantas.

CHACRONA (Psichotria viridis) e JAGUBE (Banisteria caapi): Sua substância ativa é o DMT (N-dimetiltriptamina). São as plantas mestras professoras mais poderosas do xamanismo, da preparação de ambas nasce a Bebida Sagrada conhecida como Ayahuasca ou “Vinho das Almas”. Plantas originárias da América do Sul, encontradas em toda a região amazônica. Utilizada para busca de autoconhecimento e cura por pajés, xamãs e curandeiros.

A Ayahuasca é uma das muitas plantas com alcaloides consumidas pelos xamãs do mundo todo para induzir o transe. Os alcaloides entram na corrente sanguínea e viajam até o cérebro, afetando o sistema nervoso e causando alterações na consciência que podem resultar em visões. Estas, muitas vezes, são profundas e colocam indivíduos em contato direto com o mundo dos espíritos. Muitos povos xamanistas chamam essas plantas de “enteógenos”, uma palavra de origem grega que significa algo como “aquilo que revela Deus”. Isso enfatiza a natureza sagrada dessas plantas, em contraste com o termo médico, “alucinógeno”.

Ayahuasca é uma bebida ritualística sagrada também conhecida com Santo Daime. Possui propriedades / substâncias capazes de expandir a consciência, possibilitando a percepção das sabotagens psicológicas (próprias e alheias), além de aflorar o potencial humano através da conexão com o Ser Maior (Ser Natural). As sessões com a Ayahuasca são celebradas, a exemplo dos índios, na forma de cerimônias que evocam os Seres e as Forças da Mãe Natureza. Esta Medicina é muito eficaz quando utilizada no contexto psicoterapêutico, atuando como aceleradora do processo de autoconhecimento e transformação pessoal.

EFEITOS BIO-QUÍMICOS

Caio Bastos
TEXTO DO TITULO FARMACOLOGIA DO SANTO DAIME E SEUS EFEITOS BIOQUÍMICOS NO CORPO HUMANO

O Santo Daime é uma bebida conhecida milenarmente pelos povos das américas e foi, durante todo este período, utilizado de forma sagrada e ritualística por estes povos, porque tem um grande poder alterador da consciência humana.

Este poder de alterar a consciência permite que o indivíduo que utiliza esta bebida entre num estado de percepção bastante profunda sobre si mesmo. É uma característica do Santo Daime propiciar uma viagem para dentro de si mesmo, levando aquele que o utiliza, a níveis muito profundos de auto-consciência e de auto-entendimento. Assim, esta bebida foi e é conhecida pelos povos nativos do nosso continente como uma substância enteógena, que significa aquela que tem Deus dentro (do grego theos, genus). É exatamente por esta razão que sempre foi utilizada de forma sagrada e ritualística e não poderia ser de outra maneira. É um veículo muito poderoso que permite um indivíduo se encontrar consigo mesmo de forma bastante profunda.

O Santo Daime é uma bebida obtida através do cozimento em água de duas plantas nativas da região amazônica: um cipó, de nome científico Banisteriopsis Caapi, conhecido também como Jagube ou Mariri, e um arbusto da família do café, de nome Psychotria Viridis, conhecido popularmente como Rainha ou Chacrona. Estas duas plantas contêm, cada uma, substâncias bioquímicas que, juntas, são complementares porque se encaixam perfeitamente no funcionamento do sistema nervoso humano de uma forma que é tranqüilamente absorvida pelo organismo, sem causar qualquer tipo de agressão ou de dependência. A junção destas duas plantas também traz o perfeito equilíbrio energético do feminino e do masculino, do yin e do yang, da Lua e do Sol. A Rainha possui uma força evidentemente feminina e é nela onde reside o poder de visão da bebida, contida numa substância abundante de sua seiva, conhecida como DMT (dimetiltriptamina), enquanto que no Jagube está a força masculina deste equilíbrio contida nos alcalóides Harmala (Harmina, Harmalina, Tetrahidroharmina, Harmalol e Harmol, estes dois últimos em menores concentrações).

Para que possamos entender o funcionamento destas substâncias no corpo humano, é necessário um conhecimento prévio resumido do funcionamento da área mais nobre do cérebro humano, que desempenha funções de planejamento de atividades no tempo e é também responsável pelo foco de atenção que nos permite a concentração necessária para realizar qualquer tarefa. Esta região cerebral é movida por um neurotransmissor, que é a molécula que se encaixa entre um neurônio e outro com a finalidade de conduzir estímulos nervosos através da teia neuronal, chamado Serotonina. Este neurotransmissor é produzido no interior do cérebro humano e também no trato gastrointestinal. Em um indivíduo normal, sua produção é obtida através do L-Triptofano, um aminoácido alimentar essencial. Quando um indivíduo entra num processo depressivo, há deficiência na produção de Serotonina, que pode ser causada pela falta das substâncias primordiais para a sua produção ou por alguma deficiência do sistema produtor deste neurotransmissor, sendo que um dos primeiros sintomas da depressão é justamente uma dificuldade que o indivíduo passa a ter quanto a focar sua atenção em qualquer tarefar que for realizar. A Serotonina é uma substância que tem uma vida útil no corpo humano e, uma vez expirado este prazo, ela é metabolizada por uma enzima também produzida na região gastro intestinal, conhecida como Monoaminoxidase ou MAO. Esta enzima, quando em ação, regula os níveis de Serotonina no interior do cérebro humano num indivíduo normal. Ela é liberada no sangue através de mensagens que chegam do cérebro ao estômago através do nervo pneumogástrico. Existe também um outro mecanismo neurológico que é responsável pela diminuição dos níveis de Serotonina, que está localizado no interior do cérebro e é conhecido como Sistema de Recaptação de Serotonina. Este sistema recapta as moléculas de Serotonina que vagam pelo cérebro e as reencaminha a neurônios que necessitam de neurotransmissores para cumprir sua função. Assim, todo este mecanismo garante o funcionamento do sistema nervoso humano, de acordo com o projeto original.

Quando uma pessoa se encontra num estado depressivo e passa por um tratamento psiquiátrico, ela pode receber a prescrição de algum remédio anti-depressivo, que é um recurso químico muito utilizado pela medicina convencional nos dias de hoje. Existem algumas drogas destinadas ao tratamento de depressão que foram desenvolvidas para inibir completamente o Sistema de Recaptação de Serotonina por um tempo bastante prolongado, e são potencialmente perigosas de serem utilizadas concomitantemente ao Santo Daime, podendo gerar uma crise serotoninergética no indivíduo, como veremos mais adiante. As drogas mais conhecidas que possuem esta característica de inibir o Sistema de Recaptação de Serotonina são:
– Prozac, – Daforin, – Eufor, – Verotina ou – qualquer outra droga que contenha Fluoxetina.

No entanto, a química destas drogas foi posteriormente redesenvolvida e gerou outros remédios psiquiátricos mais modernos (por exemplo, a Sertralina e a Paroxetina), que realizam a inibição da MAO e não interferem mais no Sistema de Recaptação de Serotonina. Estes remédios psiquiátricos mais modernos podem ser utilizados juntamente com o Santo Daime, sem oferecer nenhum risco ao paciente. De qualquer maneira, é fortemente recomendado que a pessoa que utiliza qualquer droga psiquiátrica passe por uma avaliação médica antes de utilizar o Santo Daime.
A função das drogas psiquiátricas é a de aumentar artificialmente os níveis de Serotonina no cérebro, impedindo que os sintomas da depressão apareçam. No caso do paciente depressivo suspender o uso da droga, os sintomas da depressão voltam a aparecer se o seu corpo ainda possuir a mesma deficiência na produção de Serotonina que o levou ao tratamento médico.

O Santo Daime, como já foi dito, possui duas classes de substâncias que geram os seus efeitos psicoativos: a DMT, contida nas folhas da Rainha, e os alcalóides Harmala, contidos no cipó Jagube, em maior concentração na sua casca.
Dentro da alquimia da natureza, de forma exatamente igual, a DMT também é produzida pelo corpo humano, em quantidades bem pequenas, e alguns estudos científicos ainda não totalmente comprovados apontam no sentido de estar ligada às visões coloridas que temos nos sonhos quando dormimos. Algumas pessoas desenvolvidas mediunicamente também já foram estudadas na sua bioquímica por cientistas, onde houve constatações de que há, nestas pessoas, uma quantidade maior de DMT do que em indivíduos que não passaram pelo processo de desenvolvimento destas faculdades espirituais. Portanto, bioquimicamente falando, a DMT também é a chave que liga o ser humano ao mundo espiritual. Ela é a molécula que pode dar aos homens a visão do mundo espiritual. Por outro lado, quimicamente, a molécula da DMT é virtualmente idêntica à molécula da Serotonina, com algumas pequenas diferenças. Isto significa que ela se encaixa perfeitamente nos mesmos neurônios que utilizam a Serotonina como meio de transmitir estímulos nervosos a outros neurônios. Assim, um indivíduo sob o efeito de um aumento considerável na quantidade de DMT no cérebro, terá uma abertura da sua visão espiritual, ou do que os orientais chamavam de terceiro olho. Em outras palavras, a DMT é uma janela para o mundo espiritual. E como esta molécula ativa neurônios no cérebro, em grandes quantidades ela se espalha por regiões cerebrais que fazem parte da parcela inconsciente humana, ou seja, permite ao indivíduo que, sob o seu efeito, faça uma “viagem” ao seu inconsciente, que amplie o conhecimento de si mesmo, que traga este conhecimento para o lado consciente, despertando faculdades que, muitas vezes, nem sabia que possuía.

Mas existe uma pré-condição para que a DMT possa penetrar na corrente sangüínea por via oral, o que não acontece num chá que contenha somente DMT, porque no próprio estômago é produzida a enzima MAO que metaboliza a Serotonina e também sua molécula gêmea. Para que a DMT não seja metabolizada diretamente no estômago e consiga penetrar na corrente sangüínea, há necessidade de que a produção de MAO seja suspensa temporariamente, efeito este que é obtido pela presença no chá dos alcalóides Harmala, contidos no cipó Jagube. Em outras palavras, é o cipó que abre o caminho para que a DMT da folha entre na corrente sangüínea pela via oral. Também os alcalóides Harmala têm um efeito psicoativo devido à inibição, desta vez parcial, do funcionamento do Sistema de Recaptação de Serotonina contido no interior do cérebro humano. Isso resulta num aumento dos níveis de Serotonina no cérebro de um indivíduo quando este está sob o efeito do Santo Daime. Este resultado é perfeitamente perceptível através do aumento da capacidade de concentração e de atenção que o indivíduo sente quando está sob o efeito da bebida. Este efeito de melhora na concentração e na capacidade cognitiva de uma pessoa perdura e se consolida de forma crescente conforme exista uma continuidade e uma constância no consumo do Santo Daime na sua vida. Há também uma imunidade adquirida, por indivíduos que consomem o Santo Daime durante muitos anos, a doenças degenerativas do sistema nervoso central. Este é um fato que já foi comprovado por uma comissão de cientistas que estudou membros na União do Vegetal durante a década de 1980.

Há ainda alguns efeitos secundários que o Santo Daime pode provocar num indivíduo, devido às substâncias que contém. O primeiro é o efeito purgante provocado pelo cipó, que muito foi explorado pelos povos nativos na sua história para limpeza orgânica e curas pela desintoxicação. Este efeito não acontece sempre e nem em todos os indivíduos que utilizam o Santo Daime. Do ponto de vista bioquímico, o segundo é o efeito do vômito, que pode ser provocado pelo excesso de mensagens enviadas do cérebro ao estômago, através do nervo pneumogástrico, para que haja produção de MAO para baixar os níveis de Serotonina em alta no sistema nervoso central. Como o sistema produtor de MAO é inibido temporariamente pelos alcalóides Harmala do cipó Jagube, estas mensagens não surtem efeito e o seu excesso e constância podem provocar náuseas. Como os alcalóides Harmala também inibem parcialmente o Sistema de Recaptação de Serotonina no interior do cérebro, este sistema volta a funcionar sozinho conforme os níveis de Serotonina aumentam, sem depender da produção da MAO, regulando assim a bioquímica do cérebro sem risco de se chegar a um estado tóxico que uma síndrome serotoninergética traria. Uma síndrome de excesso de Serotonina no cérebro pode acontecer apenas se houver inibição total da produção de MAO concomitantemente a uma inibição também total do Sistema de Recaptação de Setoronina. Isso pode acontecer se o indivíduo estiver utilizando uma droga psiquiátrica que iniba totalmente o funcionamento do Sistema de Recaptação de Setoronina e, ao mesmo tempo, ingerir o Santo Daime, que inibe completamente o sistema produtor de MAO. Neste caso, o cérebro perderia temporariamente todos os mecanismos de controle dos níveis de Serotonina no cérebro, podendo conduzir o sistema neurológico a um estado tóxico com perigo de morte. É exatamente por isso que há necessidade de uma atenção especial e acompanhamento médico a todos os indivíduos sob tratamento psiquiátrico que pretendem tomar o Santo Daime. É necessário que se verifique antecipadamente o tipo do anti-depressivo que está sendo utilizado e, no caso de ser uma droga que ofereça este tipo de risco, deve ser suspensa a sua utilização ou ser substituída por outra compatível a se utilizar concomitantemente ao Santo Daime. Sob orientação médica, o Santo Daime, por si só, pode servir como um anti-depressivo natural, pois chega aos mesmos resultados bioquímicos de algumas drogas utilizadas pela psiquiatria tradicional para tratamento de pessoas depressivas, sem nenhum tipo de efeito colateral.

Do ponto de vista espiritual, é muito claro que, tanto o efeito purgativo quanto o vômito, são efeitos diretamente ligados a uma limpeza energética que a bebida realiza no indivíduo. O Santo Daime possui a capacidade espiritual de expulsar toda e qualquer energia de desarmonia e perturbação de uma pessoa através do vômito ou da diarréia, que normalmente são seguidos de uma sensação de alívio e conforto muito grandes após qualquer dos processos de limpeza. Também conforme a continuidade e a constância do consumo do Santo Daime, normalmente é observado que os processos de limpeza, numa pessoa, diminuem de intensidade e de freqüência com o passar do tempo.

A absorção de todas as substâncias contidas no Santo Daime pelo organismo humano é feita de forma absolutamente natural, sem trazer prejuízos à saúde e nem apresentar qualquer efeito de dependência à bebida. Isto também foi objeto da pesquisa científica que apoiou o parecer favorável à liberação oficial na forma da lei do uso religioso do Santo Daime no Brasil, dado pelo antigo Conselho Federal de Entorpecentes (CONFEN) e consolidado pelo atual Conselho Nacional Anti-Drogas (CONAD). Este parecer favorável foi dado pelas autoridades brasileiras após ser formada uma comissão multi-disciplinar composta de cientistas, médicos, psicólogos, psiquiatras, antropólogos, biólogos, historiadores, sociólogos, membros da polícia federal e do exército, que analisou o Santo Daime em todo o seu contexto, desde seu conteúdo químico, suas implicações psiquiátricas até o ambiente social que o envolve. Este estudo foi feito durante alguns anos na década de 1980 e gerou um relatório final que suspendeu o DMT do DIMED, uma lista de substâncias proibidas, publicada inicialmente sob orientação da ONU. Com esta suspensão, o Santo Daime passou a ser reconhecido pela lei brasileira como uma legítima manifestação dos costumes dos povos nativos do Brasil, onde há mais de 70 tribos indígenas que fazem uso em suas tradições, respeitando assim uma herança cultural que perdura há mais de 4 mil anos.
Caio Bastos Céu da Lua Cheia 24/08/2005

RECOMENDO QUE ASSISTAM ESTE VÍDEO >>> CLIQUE AQUI

Read More

Como tratar a PSORÍASE em 10 minutos

Vivemos em uma sociedade em que “ser aprovado” é essencial para se ter um alto padrão de relacionamento social. Manter padrões sociais de aceitação podem causar desiquilíbrios em nosso corpo e esses são a chave para o início de uma enfermidade das mais incomodas: a Psoríase.

A pele é um órgão de comunicação e percepção visível, um meio para o contato e transmissão de sensações físicas e emocionais. Este órgão atua como um canal no qual a expressão dos sentimentos são experimentados e observados. As ligações com o sistema nervoso tornam a pele o órgão que ajuda a aprender e a conhecer mais sobre o ambiente.

LEIA: As plantas e seus poderes ocultos

Os fatores causadores da Psoríase são os mais variados e muitas vezes agem em conjunto; por isso o tratamento deve corresponder às necessidades individuais. A causa do problema pode ser física, psicológica ou espiritual, não esquecendo que a relação que possuímos com a sociedade também afeta a nossa harmonia interior. No caso desta doença, a vida profissional e a expressão social devem ser reavaliados.

De 1% a 3% da população mundial, no Brasil estima-se cerca de 3 milhões de indivíduos, são afetados pela Psoríase. Ela ocorre igualmente aos dois sexos nas faixas etárias dos 15 a 20 anos e dos 55 a 60 anos. Além disso, possui um forte componente hereditário onde estão envolvidas respostas imunológicas específicas que encontram-se em repouso até que seja ativada em algum momento.

GRATUITO E ONLINE: 1ª Semana gratuita da Terapia Natural – O poder das ervas

As ervas no tratamento da Psoríasepsoriase e dente-de-leaoA luz do sol e a água do mar quase sempre atenuam a Psoríase, mas não a curam em definitivo. Assim como remédios externos abrandam a irritação ou facilitam a remoção da crosta, mas não proporcionam alívio permanente. É por isso que a medicina natural vem para lhe ajudar a resolver este problema.

Algumas ervas são tradicionalmente indicadas para a Psoríase, mas o diagnóstico correto e a consciência das necessidades individuais são importantes. Em sua maioria, as ervas são alterativas e produzirão resultados se combinadas com outras ervas, mas também é necessário mudanças adequadas no estilo de vida para que esta Terapia Natural tenha 100% de eficácia.

As ervas indicadas para este tratamento são aparine, azeda-crespa, bardana (raiz), dente-de-leão, escrofulária, salsaparrilha, trevo-dos-prados, tuia e uva-do-óregon. Algumas dessas também são hepáticas, como azeda-crespa e dente-de-leão; outras são diuréticas, como aparine e escrofulária.

Pode-se acrescentar e modificar partes iguais de:

Aparine                                                 Azeda-crespa

Bardana                                                Salsaparrilha

Você não levará mais que 10 minutos para preparar este poderoso remédio natural em forma de chá. Beba-o três vezes ao dia por um longo tempo, mas sempre acompanhado de uma alimentação saudável e bastante exercício físico.

Outras opções naturais também estão a disposição, como o uso de tônicos nervinhos é apropriado para fortalecer a reação nervosa ao estresse e às provocações da vida, em especial se há pressão alta ou sintomas cardíacos envolvidos. A agripalma e da tília, mas solidéu, valeriana e visco-branco também são benéficas. Unguenntos podem ser preparados com alteia, confrei ou morrião-dos passarinhos e o de bálsamo-de-gileade também é recomendado.

Quer saber muito mais sobre como utilizar as ervas no tratamento de doenças? Assista a 1ª Semana da Terapia Natural – O poder das ervas. 100% online e 100% gratuita, o conteúdo é dividido em 5 aulas inéditas com guias de implementação para você aplicar o que aprender na prática. As propriedades, os segredos e os inúmeros benefícios da Terapia Natural estão nesta série especial. Ela já está no ar e você pode assistir agora! Basta clicar na imagem abaixo.semana-da-terapia-natural

Read More

Remédio NATURAL e DEFINITIVO para o tratamento da úlcera e gastrite

Você sabia que o estômago é o órgão que governa as emoções do nosso corpo?

O estômago é um centro de nutrição, local em que acontece a digestão dos alimentos e das ideias. Sentir, pensar e digerir estão associados a este órgão. Por isso, considera-se que uma das principais causas da problemática estomacal é a negação das emoções básicas diante dos acontecimentos.

A gastrite e a úlcera lideram como uma das maiores reclamações em hospitais. Preocupações, nervosismo, ansiedade e medo, sentimentos comuns aos seres humanos, são as principais causas do aparecimento destas doenças. Então, o que fazer se uma delas surgir em nosso corpo?

Você pode (e deve) recorrer a Terapia Natural! Ela irá cuidar da sua saúde de forma harmônica e bem menos agressiva que os remédios alopáticos.

APRENDA MAIS: Semana gratuita da Terapia Natural – O poder das ervas

As plantas medicinais, com seus princípios ativos, são fortes aliadas no tratamento das enfermidades do estômago. Quando utilizadas na forma de chás e infusões, atingem seu potencial. Este é o caso da Espinheira-santa, uma das melhores ervas para o tratamento de problemas estomacais como a gastrite e a úlcera. As pesquisas realizadas com esta planta iniciaram-se na década de 60 estimuladas por sua eficácia até mesmo no tratamento do câncer.

Aprenda agora a produzir um remédio natural com esta planta. É muito simples e fácil de fazer.

Remédio natural para tratamento de úlceras e gastrites com a Espinheira-santa

REMÉDIO NATURAL E DEFINITIVO PARA TRATAMENTO DE ÚLCERA E GASTRITE

Um estudo farmacológico realizado em 1991 confirmou que um simples extrato de água quente de folhas da Espinheira-santa é tão eficaz quanto duas das principais drogas usadas para tratamentos: a ranitidina e a cimetidina. Estas drogas causam aumento em volume e PH do suco gástrico. Estudos toxicológicos publicados no mesmo ano, demonstraram que a erva possui segurança de uso e não tem efeitos colaterais.

Nome científico: Maytenus ilicifolia

Indicação: má digestão, gastrite crônica, dispepsia, hiperacidez, atonia, tosse, úlceras gástricas e duodenais.

Modo de preparo: adicione água fervente em 1 xícara (chá) contendo 1 colher (sobremesa) de folhas picadas. Tome esta xícara (chá) antes das principais refeições.

Modo de uso: o chá deve ser ingerido em temperatura ambiente.

As plantas medicinais vêm sendo utilizadas para auxiliar na cura de doenças e melhorar a qualidade de vida da população. É sempre importante lembrar sobre o uso responsável e consciente das plantas. Quer saber mais sobre o reino das plantas e suas propriedades medicinais? Participe da 1ª Semana da Terapia Natural – O poder das ervas100% online e 100% gratuita, a semana é dividida em 5 aulas inéditas com guias de implementação para você aplicar o que aprender na prática. As propriedades, os segredos das ervas e os inúmeros benefícios que a Terapia Natural estão nesta série especial. Ela já está no ar e você pode assistir agora! Clique na imagem abaixo e assista!

semana-da-terapia-natural

 

 

Read More

O CURANDEIRO E AS ERVAS: na interação a cura acontece

Com um profundo aprendizado e uma valiosa entrega espiritual, o Curador (ou Curadora) pode obter cura com o uso terapêutico das ervas.

Read More

As plantas e seus poderes ocultos

As plantas são incompreendidas ainda hoje. A capacidade de análise e conclusão da ciência a respeito da profundidade da força que uma planta possui é ainda limitado. Existe um estudo que achei muito interessante e vou colocar um trecho para você!

“Os proponentes da Neurobiologia das Plantas – NBP destacam que avanços recentes nas Ciências das Plantas claramente revelam que as plantas são organismos inteligentes, capazes de aprender e de tomar decisões em relação às situações enfrentadas no ambiente (TREWAVAS, 2003). De acordo com esta perspectiva, e diferente do que pesquisadores mais ortodoxos acreditam, as plantas não são vítimas passivas das circunstâncias, mas antes organismos ativos no ambiente, com uma ampla gama de comportamentos, que inclui, para citar alguns deles, um sofisticado idioma químico para a comunicação intra e interespecífica, a capacidade de memorizar experiências estressantes no ambiente e resgatar essa informação para tomar decisões a respeito de suas atividades futuras, e o reconhecimento de raízes pertencentes ao próprio sistema e à sistemas estranhos.” 
Guilherme Henriques Soares 

Por isso que plantas que são bem cuidadas e alimentadas com terra fértil e conversa boa, são fortes e respondem rapidamente a um pedido no pé da orelha.

As plantas possuem propriedades medicinais, e isso já é bem falado, o que não é dito, são das forças e dos poderes fitoenergéticos das plantas,  do elemental que cada planta possuiu e da corrente hierárquica no reino vegetal. Quer saber mais? 

Cada planta possui um dom, assim como nós. Alguns cozinham muito bem , outros fazem contas, outros são artistas…. Com as ervas acontece o mesmo, algumas ervas são femininas, outras são masculinas, algumas tem força de cortar cargas bem pesadas que nos fazem adoecer e atrair coisas ruins. Existe ervas que nos colocam em profunda harmonia e bem estar.

Esta força também está disponível para ser utilizada, quer saber como fazer?

1 – Vá a uma floricultura ou mercado e compre uma muda de uma plantinha que gostou muito. Qualquer uma. Todas as plantas, flores, possuem a sua magia.

2- Cuide dela com água, terra boa, amor, carinho, reiki… Estude suas necessidades, veja quais as propriedades medicinais que possui. Resumindo, fique intima de sua plantinha e nova amiga.

Este passo é muito importante, eu chamo de despertar da sensibilidade. Você conquista o elemental da planta e ele passa a gostar de você. É importante que seja verdadeiro e abra espaço para sentir amor pela plantinha.

3- Em uma meditação, de frente a sua planta – amiga  peça para conhecer o seu elemental, e saber mais sobre sua força oculta. Não fique ansiosa(o), pode demorar um pouquinho ou não. Neste passo, você pode ter sensações e também é comum sonhar com o elemental. Isso é um ótimo sinal!

4- Sempre abençoe a plantinha e peça a ela também a sua benção.

Elo estabelecido, é um passo forte, pois agora você tem amigos no reino vegetal. Não é necessário arrancar a erva para utilizar da sua magia, você pode pedir a planta e seu elemental. Sua força percorre o ar, a água, a terra e o fogo.

A arte de curar com as ervas é magnifica, se quiser saber mais inscreva-se na semana da Terapia Natural, é online e gratuito : Quero participar! 

 7 ervas e seus poderes ocultos:

Alecrim : Defesa dos males, tira inveja e olho gordo, protege de magias. Afasta maus espíritos e ladrões. Felicidade, cura, proteção, purificação e justiça.  Atrai a falange dos Caboclos. Proteção na área profissional. Estimulante para concentração, adivinhação, memória e estudos. Ajuda a manter a presença no aqui agora.

Alfazema: Limpa o ambiente e atrai prosperidade e bons negócios, bem como pessoas amigas. Acalma, purifica e traz o entendimento, equilíbrio e harmonia. Amor, sorte e proteção espiritual em todos os aspectos. Favorece a clarividência

Anis estrelado: Propicia boas amizades, bons caminhos, paz e triunfo. Adivinhação, purificação, sorte, amor. Atua tanto no nível material quanto no emocional, produzindo estímulo de natureza positiva. Renova as energias e atrai proteção espiritual contra qualquer mal.

Arruda: Defende dos males, remove o efeito de feitiços, corta correntes negativas. Intensifica a força de vontade auxiliando a pessoa que a usa a realizar seus desejos. Proteção.

Flor de Laranjeira: Afasta o pânico. Aumenta a segurança e autoconfiança em assuntos emocionais e financeiros.

Louro: Abre caminho, chama dinheiro, prosperidade e dá energia ao ambiente. Negócios, adivinhação, proteção, força, saúde. Atrai a corrente de caboclo.

Mirra: Facilita o contato com os planos superiores, criando no ambiente uma atmosfera de prece e oração. Usado para limpeza astral da casa, afasta maus fluidos e estimula a intuição. Poderoso no equilíbrio das funções do corpo, balanceando o físico e o espiritual. Descarrego forte, afasta maus espíritos. Boa sorte, meditação, cura e proteção. Incenso sagrado usado para limpar após os rituais, e durante eles. Também é usado quando se vai se desfazer alguma demanda ou feitiço. Faz vibrar a compaixão

 

Quer aprender mais sobre o poder milagroso das ervas e como utiliza-lo para potencializar o combate a energias negativas? Baixe agora o e-book ERVAS DE PROTEÇÃO PARA VOCÊ E SUA CASA. Com apenas um clique você acessa esse e-book GRATUITO e obtém poderosas receitas que podem ser feitas hoje mesmo.

[E-BOOK]-Ervas-de-Proteção-para-você-e-sua-casa

 

Read More

5 benefícios sensacionais do spray de ervas

Algumas pessoas utilizam as ervas apenas para dar sabor aos alimentos, mas a sua função vai muito além disso. Quando usadas no dia a dia, seja em uma pessoa ou em um ambiente, seu poder medicinal e aromático oferece benefícios que potencializam a melhoria de vida, mas para usufruir disso é necessário utiliza-las de forma correta. No spray de ervas encontramos uma das mais simples e melhores possibilidades.

Segundo a terapeuta Vanessa Santos, do Tikura, cada erva tem seu mistério e seu próprio poder energético de atuação. O spray de canela e alecrim, por exemplo, é purificador, protetor e atua fortemente na abertura de caminhos. A canela é solar, tem uma força incrível para trazer otimismo, alegria e prosperidade. Além disso, é reconhecida por seu mistério de atratividade, ou seja, ao se conectar com a canela, peça o que deseja conquistar, mas lembre-se sempre de respeitar o livre arbítrio das pessoas. O alecrim é uma planta curinga! Limpa e energiza a aura e ambientes de energias provindas de ansiedade, inveja, olho gordo, tristeza, além de afastar obsessores.

Para limpar as energias negativas, o spray é muito eficiente. Preparado com ingredientes naturais, ele ajuda a afastar o mau que está ao nosso redor. Combinando harmoniosamente as ervas e ingredientes, é possível elevar a vibração positiva, fazer uma limpeza energética e aumentar o bem-estar. A maior vantagem é que você poderá fazer isso sempre que necessitar.

Leia também: Aprenda profundamente sobre as ervas e sua aplicação

Spray de ervas para uso em pessoas

 

Deve ser utilizado sempre que perceber que a energia tanto da sua aura ou de outra pessoa não estiver legal. Para identificar esta necessidade, basta verificar se a aura se encontra desequilibrada com:

  • Depressão
  • Angustia
  • Tristeza
  • Sentimento de vazio
  • Ansiedade
  • Raiva
  • Fadiga
  • Inquietude
  • Doenças
  • Medo
  • Pânico
  • Insegurança
  • Baixa auto estima
  • Pensamentos obsessivos ou negativos

Spray de ervas para uso em ambientes

Seja para receber alguém em sua casa ou afastar energias negativas, as ervas podem ser usadas como um preventivo de malefícios. Aplicando este preparado rotineiramente no ambiente, você evita que o mal chegue até você. O spray e eficaz para:

  • limpar a energia de brigas que impregnam o local com más vibrações.
  • fazer a energia circular pela casa ou ambiente de trabalho.
  • melhorar lugares onde há muita tristeza e sofrimento.
  • preparar o ambiente com boas vibrações para fechar um negócio.
  • harmonizar o ambiente social afastando energias como inveja, brigas, discórdias, obsessores, magias negras, entre outros.

Leia também: Aprenda a fazer o spray de ervas e levante seu astral

O uso constante ancorará uma grande proteção, a vida ficará mais leve e alegre. Comece já e veja a diferença instantaneamente.

Participe do Curso Completo de Ervas. Ministrado pela terapeuta, Vanessa Santos no espaço de atendimento e formação holística Tikura, em Belo Horizonte/MG, o rico conteúdo ensina a como utilizar recursos naturais até a prática no preparo de harmonizador e de mandala. Os participantes recebem apostila, material de iniciação, certificado e deliciosos café da manhã, almoço e lanche da tarde. Mas fique atento, o curso acontece dia 15/07/2018, próximo domingo, e restam poucas vagas. Faça agora a sua inscrição!

Read More